naom_5add74f949e39.jpg

O presidente do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC), Rui Oliveira, afirmou hoje que a privacidade dos cidadãos é "essencial" e que concorda "em absoluto" com as novas regras para proteção de dados.

"Ninguém pode estar contra algo que impede a violação da privacidade de alguém", disse à Lusa o docente da Universidade do Minho, a propósito da 13.ª edição da EuroSys (European Conference on Computer Systems), uma conferência sobre sistemas informáticos que inicia hoje, no Palácio do Freixo (Porto).

O novo Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD), que entra em vigor em 28 de maio e que resulta da implementação de um regulamento europeu, criado em maio de 2016, obriga a que as instituições e as empresas tomem medidas no que se refere à proteção da privacidade dos cidadãos.

Segundo o também presidente da comissão organizadora da EuroSys 2018, embora "toda a gente esteja sensibilizada para o problema e para aquilo que se vai deixar de poder fazer", ainda não foram encontradas as soluções para o solucionar.

Cabe aos cientistas informáticos "a missão e a responsabilidade de desenvolver novas formas de sobrepor isso, sem violar a privacidade das pessoas", indicou.

"Como se consegue servir as pessoas, através de um sistema informático, sem violar a sua privacidade? Como se consegue prestar um serviço sem ter que saber mais do que se deve das pessoas? Ou, então, como se consegue tratar e analisar um conjunto de dados das pessoas, que não se possa ver?", indagou.

O presidente do INESC TEC acredita que isso é possível, embora acarrete "desafios muito grandes".

"Estamos à frente de todo o mundo, ao nível da defesa da privacidade. Os asiáticos estão a aprender connosco, os americanos estão assustados connosco. Espero que isso também nos permita ficar à frente nas soluções, que sejamos nós a encontrá-las", frisou.

Para o docente, além das questões relacionadas com a cibersegurança, também a 'data science' - "capacidade de, hoje em dia, se conseguir tratar conjuntos muito grandes de dados para lhes extrair valor, em tempo útil" -, é dos "maiores desafios atuais" nesta área.

"Temos informação que é gerada em todo lado, em todos os formatos, e se não tivermos capacidade de analisar essa informação, de a centrar, tirar o lixo para um lado e ficar só com o que vale a pena, extraindo daí valor, estamos a perder um potencial económico muito grande", referiu.

De acordo com Rui Oliveira, sem a análise de grandes conjuntos de dados, a própria cibersegurança está ameaçada.

Na EuroSys, orientada para sistemas e ferramentas "já muito perto de virem a ser utilizadas, a curto e médio prazo", são apresentadas ideias, resultados científicos e testes, que "vão ter impacto na sociedade e na economia", contou o presidente da comissão organizadora do evento, que envolve o INESC TEC e a Universidade do Minho.

"A EuroSys é a maior conferência em sistemas computacionais na Europa e uma das três melhores do mundo", indicou o professor, salientando que os resultados que figuram no programa do evento "são sempre inovadores, de grande relevância e impacto".

Com cerca de 300 participantes, o evento, que finaliza na quinta-quinta, abordará os sistemas de 'software' de investigação e desenvolvimento, 'hardware' e aplicações.

Nesta edição, apoiada pelas empresas VMWare, Microsoft, RedHat, Facebook, Oracle, NATIXIS, IBM Research, Google, OutSystems e Maxdata, serão apresentados 43 artigos científicos.

naom_589c2c2983f2d.jpg

A tecnológica de Cupertino publicou o seu Environment Responsibility Report de 2018.

A Apple publicou o seu Environment Responsibility Report relativo a 2018 e nele revela que todas as suas instalações – incluindo escritórios, lojas e data centers – fazem uso de energia renovável.

“Provável que 100% renovável é 100% executável”, afirma a Apple em comunicado. “Mas este é apenas o início de como estamos a reduzir as emissões de gases de efeito de estufa que contribuem para as alterações climáticas. Vamos continuar a ir além do que a maioria das empresas faz na medição da nossa pegada de carbono, incluindo o fabrico e uso de produtos. E estamos a fazer progressos também nessas áreas”.

A Apple aproveita o seu relatório ambiental para definir áreas de atuação para o futuro, indicando que apostará no armazenamento de energia à medida que explora novos mercados. Além disso, a ‘Empresa da Maçã’ também espera tornar as caixas dos seus produtos mais leves, isto para que seja consumido menos combustível no transporte das mesmas.

'Tatuagem temporária' vai dizer-lhe se bebeu demais

Pequeno dispositivo será capaz de enviar-lhe resultados para o smartphone numa questão de minutos.

Um novo dispositivo desenvolvido pela Universidade da Califórnia em San Diego promete ser a forma ideal de monitorizar o nível de álcool no sangue, transmitindo os dados através de ligação Bluetooth para o smartphone.

“Parece-se com uma tatuagem temporária mas na verdade é um biosensor que integra vários componentes flexíveis sem fios. Um dos componentes liberta um químico que simula transpiração na pele. Outro componente é capaz de sentir mudanças na corrente elétrica no suor gerado, o que mede os níveis de álcool e envia [os dados] para o smartphone do utilizador”, explica uma das responsáveis pelo desenvolvimento desta tecnologia, Seila Selimovic, ao Science Daily.

O melhor desta tecnologia é mesmo o facto de demorar tão pouco a providenciar os dados. Os responsáveis pelo desenvolvimento deste dispositivo afirmam que demora apenas oito minutos até medir o nível de álcool no sangue, um número impressionante tendo em conta que a tecnologia atual demora horas a fazê-lo.

'God of War' está a chegar e tivemos direito a uma 'surpresa'

A PlayStation enviou ao Tech ao Minuto um kit muito especial para celebrar a chegada de um novo jogo da saga.
É já no próximo dia 20 de abril que chega mais um capítulo da saga ‘God of War’. O novo título volta a ter Kratos como protagonista que, no papel de pai, levará os jogadores numa história muito mais pessoal.

Mas não temam, fãs de ‘God of War’. Apesar do tom mais ‘sóbrio’, o novo título parece ainda reter a ação furiosa e que se tornou imagem de marca da série. Enquanto fãs de longa data de ‘God of War’, estamos entusiasmados por experimentar este novo título e saber que mudanças é que o Santa Monica Studios levou a cabo para ‘refrescar’ a série.

Para tal a PlayStation Portugal enviou ao Tech ao Minuto uma cópia de jogo que, num kit para imprensa, se apresenta como um pacote muito interessante de explorar. Na galeria acima poderá ver imagens deste pacote.

Conte com a análise em breve.

segurancacibernetica.jpg

 

Moçambique é um dos países que ainda está abaixo dos níveis de desenvolvimento das Tecnologias de Informação e Comunicação para garantir a Segurança Cibernética no país.

Em África apenas Maurícias, Quénia e Ruanda estão no patamar elevado quanto aos  compromissos assumidos pelos Estados do mundo na implementação de políticas  contra invasões de sistemas informáticos.

Um panorama que inclui políticas e legislação que estabelece centros de resposta e emergências computacionais, bem como o papel de provedores de Serviço de Internet.

Neste encontro actores na matéria estão desde esta quarta-feira, a debruçar-se sobre a segurança cibernética nos países africanos e de resto do mundo à luz da experiência sul- africana.

Moçambique não dispõe de uma lei específica sobre a segurança cibernética, porém, a matéria é regida à luz da lei das transações electrónicas que incorpora vários aspectos tais como, Governo Electrónico, Comércio Eletrónico e protecção de dados.

PROGRAMAÇÃO DE TV

Câmbio do Dia

Moeda Compra Venda
EUR 67.84 69.20
USD 58.60 59.77
ZAR 4.28 4.37
Fonte: BCI, 23 de Junho de 2018

Telefones Úteis

Por provincia

Assista a emissão em directo:

tvm1 smalltvm2 small