sábado, 17 junho 2017 15:18

Nampula em alerta à Febre Tifóide

fbrtifoid.jpg

Nampula está a registar nos últimos dias casos de febre tifóide.

Até ao momento sem óbitos confirmados.

Mesmo sem avançar números de casos diagnosticados, as autoridades sanitárias que se mostram preocupadas com a situação apelam a população para a observância das normas básicas de higiene de modo a evitar a doença.

segunda, 12 junho 2017 11:41

HCM regista 46 casos de asma em dois dias

465018524.jpg

OS serviços de urgência do Hospital Central de Maputo (HCM) registaram, durante o fim-de-semana, a entrada de 46 pessoas padecendo de asma.

De acordo com fonte hospitalar, esta procura está relacionada com o facto de a capital estar a registar baixas temperaturas nos últimos dias, com o agravante de muitas pessoas estarem a se expor à corrente.

Entretanto, no total o HCM registou no fim-de-semana a entrada de 689 pacientes, dos quais 37 em consequência de acidentes de viação, quatro por queimaduras, 22 agressões sexuais e outros por doenças diversas.

Enquanto isso, o Hospital Geral José Macamo recebeu, no sábado, 242 doentes, sendo 15 vítimas por agressão física, 18 acidente de viação e três violência sexual.

Fonte: Jornal Noticias

Link: http://www.jornalnoticias.co.mz/index.php/capital/68412-hcm-regista-46-casos-de-asma-em-dois-dias.html

resddmosq.jpg

O peso da malária na Saúde Pública continua bastante elevado na província da Zambézia.

O sector da saúde está preocupado com a situação e lança campanha de distribuição de redes mosquiteiras para evitar novas contaminações.

Cidade de Maputo tem defice de quinhentos funcionarios da saude

A Direcção de Saúde da Cidade de Maputo tem um défice de quinhentos funcionários que deveriam ser colocados em diversas áreas de prestação de cuidados sanitários nas várias unidades de saúde da urbe.

Com a entrada em funcionamento do Instituto de Ciências de Saúde de Infulene, as autoridades do sector esperam formar mais funcionários que poderão cobrir o défice a médio prazo.

No que diz respeito às doenças que enfermam os residentes da capital do país, o peso vai para a malária associada ao HIV/Sida que tem registado óbitos.

O HIV/ Sida também lidera as estatísticas das patologias com o registo de nove mil pacientes que iniciaram o tratamento Anti-retroviral durante o primeiro trimestre do ano em curso.

A Direcção da Saúde refere ter recuperado duzentos pacientes padecendo de Sida que tinham abandonado o tratamento, numa altura em que as estatísticas revelam haver mais de cento e trinta mil doentes em tratamento.

0,f1cc8fd1-c6fe-4ae8-b480-8f51e4cdc33c.jpg

AS autoridades da Saúde, no Niassa, devem mais de sete milhões e setecentos mil Meticais a mil e duzentos profissionais em horas extraordinárias, urgências e senhas de presença.

O facto foi dado a conhecer pelo director do Hospital Provincial de Lichinga, Paulino Muarapaz, durante a apresentação do seu informe ao governador Arlindo Chilundo, no âmbito da visita que este efectuou àquela unidade sanitária.

Muarapaz explicou que o sector está a enfrentar dificuldades relacionadas com o pagamento de subsídios desde Junho do ano passado.

Esclareceu que mais de cinco milhões de Meticais, do total da dívida, diz respeito a horas extraordinárias, enquanto a outra parte está ligada ao pagamento de trabalhos de urgências e senhas de presença.

O valor em causa, de acordo com a nossa fonte, já foi enviado à Direcção Provincial de Economia e Finanças, esperando-se que, a qualquer momento, se faça o respectivo desembolso.

No terreno, os trabalhos decorrem sem grandes sobressaltos, uma vez que, segundo Muarapaz, os funcionários estão a par das dificuldades financeiras que o país atravessa.

Por seu turno, o director provincial deSaúde, no Niassa, José Manuel, explicou que a maior parte do valor devido tem a ver com o alojamento e alimentação de novos profissionais colocados em diversos distritos da província, a mais extensa do país.

Garantiu que esforços estão a ser feitos no sentido de evitar novas dívidas com a implementação de novas políticas de admissão de profissionais de Saúde, que passam pela redução de despesas relacionadas com o alojamento e alimentação.

Afirmou que a partir deste ano a colocação de profissionais de Saúde será feita por via de concurso para permitir que o Estado se liberte das despesas de alojamento e alimentação.

Num outro desenvolvimento, José Manuel anunciou que a dívida acumulada poderá ser liquidada através de amortização gradual e a longo prazo, sem prejuízo do pagamento de salários e subsídios.

 

Fonte: Jornal Noticias

Link: http://www.jornalnoticias.co.mz/index.php/sociedade/68160-profissionais-de-saude-devidos-mais-de-7-milhoes.html

PROGRAMAÇÃO DE TV

Câmbio do Dia

Moeda Compra Venda
EUR 70.51 71.51
USD 60.50 61.70
ZAR 4.67 4.76
Fonte: BCI, 25 de Julho de 2017

Telefones Úteis

Por provincia

Assista a emissão em directo:

tvm1 smalltvm2 small