612x344_341371.jpg

Na Zâmbia, o presidente Edgar Lungu foi reeleito por uma margem muito pequena de votos, mas o anúncio dos resultados não foi pacífico. A oposição denuncia uma fraude na contagem dos votos e promete recorrer ao Tribunal Constitucional. O resultado foi anunciado esta segunda-feira.

Jack Mwimbu, dirigente do principal partido da oposição, a União para o Desenvolvimento Nacional, aponta o dedo: “Temos provas de que os votos em Hakainde Hichilema foram propositadamente reduzidos, em conluio com a comissão eleitoral da Zâmbia”.

Hichilema é o homem em quem a oposição confia para o cargo de presidente e que parece ter perdido por um punhado de votos.

É a segunda vez em um ano que estes dois homens vão às urnas. No ano passado, fez-se eleições para completar o mandato do presidente Michael Sata, morto de repente.

votacao_rsa.png

Os sul-africanos comparecem às urnas nesta quarta-feira para eleições municipais que representam um teste ao poder do ANC, partido que governa o país, e a oposição tem chances de vitória pela primeira vez em grandes cidades.

Mais de 26 milhões de eleitores terão votado, um número recorde na história da democracia da África do Sul. Os primeiros resultados devem ser conhecidos nas próximas horas.

640x360_340438.jpg

Um homem armado com uma faca atacou várias pessoas em Russell Square, em pleno centro de Londres. Uma mulher morreu dos ferimentos e outras cinco pessoas ficaram feridas.

O incidente produziu-se por volta das 22h30, hora local.

O atacante – identificado apenas como um jovem de 19 anos – foi detido, depois de ser atingido com uma descarga de um “taser”, disparado por um elemento das forças de segurança.

Os motivos do ataque ainda não são conhecidos, mas Mark Rowley, da Polícia Metropolitana de Londres, explicou que “os primeiros indícios são de que a saúde mental é um factor significativo neste caso, sendo por isso uma das principais linhas de investigação. Mas nesta fase é preciso manter um espírito aberto e a pista terrorista continua a ser uma das exploradas”.

As investigações em curso contam, de momento, com o apoio da unidade antiterrorista londrina.

O ataque teve lugar depois das autoridades da capital britânica terem anunciado um reforço da presença policial armada em Londres, na sequência dos atentados recentes na Europa.

Na manhã de ontem, o presidente da Câmara de Londres e o chefe da Polícia Metropolitana informaram da mobilização de mais 600 elementos das forças de segurança, elevando para 2800 o número total de polícias armados nas ruas da cidade.

Os agentes adicionais estarão sobretudo destacados nas zonas mais emblemáticas de Londres.

RGFAWDd.jpg

Os sul-africanos são chamados, esta quarta-feira, às urnas para eleger os líderes locais.

O escrutínio é visto como um teste à liderança do presidente Jacob Zuma, colocada em causa após vários escândalos.

O Congresso Nacional Africano, do presidente, tem mantido o controlo de grande parte das autarquias, nos últimos 22 anos, após a queda do apartheid.

O fim desta hegemonia pode colocar em causa a vitória nas eleições nacionais de 2019.

As últimas sondagens mostram que o CNA pode perder o controlo das autarquias da capital, Pretória, de Joanesburgo e de outras cidades, do país, incluindo o município icónico Nelson Mandela Bay.

Em Port Elizabeth, onde o desemprego é de 36%, as sondagens revelam que o Congresso Nacional Africano pode perder a autarquia para a Aliança Democrática, o principal partido da oposição, que já controla a Cidade do Cabo.

612x344_340323.jpg

Barack Obama teceu esta terça-feira duras criticas ao candidato presidencial republicano Donald Trump.

Durante uma conferência de imprensa conjunta com o primeiro-ministro de Singapura, Lee Hsien Loong, o chefe de Estado norte-americano disse que o magnata não está pronto para assumir a liderança dos Estados Unidos mas não deixou, também, de apontar o dedo aos líderes republicanos que apoiam Trump.

“O facto de atacar a família de um soldado muçulmano morto no Iraque [Estrela dourada: pais de mortos em campos de batalha] que fez sacrifícios extraordinários em nome do país e o facto de parecer não ter conhecimentos básicos sobre questões-chave na Europa, Médio Oriente e Ásia, significa que está terrivelmente mal preparado para assumir funções”, disse Obama.

Donald Trump apressou-se no contra ataque e disse, num comunicado, que Obama e Hillary Clinton “traíram a segurança dos americanos.” Acrescentou que a rival democrata “demonstrou que não serve para ocupar qualquer cargo no Governo.”

PROGRAMAÇÃO DE TV

Câmbio do Dia

Moeda Compra Venda
EUR 74.12 75.61
USD 70.06 71.46
ZAR 5.20 5.30
Fonte: BCI, 24 de Fevereiro de 2017

Telefones Úteis

Por provincia

Assista a emissão em directo:

tvm1 smalltvm2 small