segunda, 04 dezembro 2017 16:11

Tuberculose ainda está a matar em Moçambique

ruurt56rftuitri.jpg

Ministra da Saúde disse estasegunda – feira, que o sector ainda não está a fazer o suficiente para inverter o cenário actual da Tuberculose no país que regista anualmente cerca de cento e cinquenta e nove mil novos casos com vinte e duas mil mortes.

ghfghfghkfgkkkfj.jpg

Moçambique está entre os cinco países do mundo com os números mais elevados de novas infecções de HIV/SIDA.
O presidente da republica, Filipe Nyusi diz que para inverter cenário, o país tem de reduzir em 30% o nível de propagação e aumentar o nível de conhecimento aos grupos alvos, por forma a estancar o problema até 2030.
Filipe Nyusi falava, hoje, em Maputo, na Reunião de Conselho Nacional de Combate ao Sida alargada a outros actores da sociedade.

ehrwsryesrhshresh.jpg

Moçambique e Rússia tencionam incrementar as trocas comerciais para ultrapassar os actuais cem milhões de dólares americanos registados na importação e exportação de produtos.
Falando em Maputo durante a visita efectuada a Câmara de Comércio de Moçambique, o embaixador da Rússia, fez saber que o seu país dispõe de maquinaria pesada de última geração que pode mudar o cenário.

sdgagaweetawterheh.jpg

Moçambique é o país que apresenta o 4 maior índice de mortes por acidentes de viação na região da SADC.
Pelo facto, o Presidente da República, Filipe Nyusi diz que não devemos assistir de forma impávida e serena à sinistralidade rodoviária.
Filipe Nyusi diz que com a colaboração da Procuradoria-geral da República e dos Tribunais é urgente responsabilizar todos os causadores da desgraça considerada calamidade pública.
O chefe de Estado falava, esta quinta-feira, no segundo Simpósio Nacional sobre Segurança Rodoviária.
Trinta e duas mortes em cada cem mil veículos é um dos factores que coloca Moçambique como sendo o país que apresenta o 4 maior índice de mortes por acidentes de viação na região da SADC.

hteshehehreh.jpg

Está tudo apostos para o arranque do sinal de Televisão digital a partir de Fevereiro do próximo ano, em todo o país.
Com este avanço , a Televisão de Moçambique passa a funcionar com 10 canais provinciais durante vinte e quatro horas por dia além do canal nacional.

 

ri7r6ii65ru665.jpg

Munícipes de Nampula recusam-se em aceitar a pulverização intra -domiciliaria.
O Sector de Saúde receia que a situação possa concorrer para os casos de aumento de Malária.

 

seohrehroeirgejiogeghe.jpg

O Vice-Ministro da Saúde visitou, hoje, quarta-feira, o Hospital Geral José

Macamo, na Cidade de Maputo, para se inteirar das actividades em curso naquela unidade hospitalar.

Na ocasião,Leopoldo da Costa disse que o Ministério deve conceder mais recursos ao hospital, com vista a melhoria no atendimento aos cidadãos.

quarta, 29 novembro 2017 15:33

Cada vez mais absentismo de professores

PROFESSORES.jpg

Professores do ensino primário continuam a faltar muito as aulas, numa altura em que os alunos das localidades e distritos já vão com certa frequência à escola.
São dados de uma pesquisa sobre o Sector da Educação no País, divulgados esta quarta-feira na Cidade de Maputo
A pesquisa feita, num período de um ano e meio, revela os principais problemas que ainda afectam o sector da educação em Moçambique. A começar pelas excessivas faltas dos professores do ensino primário às aulas.
A pesquisa indica haver um rácio professor/aluno preocupante. Um professor chega a dar aulas a oitenta alunos, daí a dificuldade para fazer o devido acompanhamento.
De acordo com os dados avançados esta quarta-feira, muitos estabelecimentos de ensino primário reactivaram os conselhos de escola e a relação escola-comunidade melhorou de forma significativa, tanto que muitas vezes a comunidade a ajuda na construção das escolas, com base em material local ou através de contribuições monetárias.

quarta, 29 novembro 2017 15:29

Cada vez mais absentismo de professores

PROFESSORES.jpg

Professores do ensino primário continuam a faltar muito as aulas, numa altura em que os alunos das localidades e distritos já vão com certa frequência à escola.
São dados de uma pesquisa sobre o Sector da Educação no País, divulgados esta quarta-feira na Cidade de Maputo
A pesquisa feita, num período de um ano e meio, revela os principais problemas que ainda afectam o sector da educação em Moçambique. A começar pelas excessivas faltas dos professores do ensino primário às aulas.
A pesquisa indica haver um rácio professor/aluno preocupante. Um professor chega a dar aulas a oitenta alunos, daí a dificuldade para fazer o devido acompanhamento.
De acordo com os dados avançados esta quarta-feira, muitos estabelecimentos de ensino primário reactivaram os conselhos de escola e a relação escola-comunidade melhorou de forma significativa, tanto que muitas vezes a comunidade a ajuda na construção das escolas, com base em material local ou através de contribuições monetárias.

e56ue6ueuerue5u654e.jpg

Governo diz que não está a pagar a dívida pública, por estarem em curso negociações com credores sobre o processodas chamadas dívidas ocultas.
Pronunciamento do Primeiro-Ministro, Carlos Agostinho do Rosário, durante a sessão de perguntas dos deputados ao governo sobre matérias ligadas ao desenvolvimento de infra-estruturas, comercialização agrícola, transporte urbano, dívidapública, e corrupção na funçãopública.
Estaquarta-feira foi o primeiro de dois dias de sessões parlamentares para o governo responder a cinco perguntas dos debutados. As matérias colocadas incluem, entre outras, a questão da dívida pública, de mais de doisbiliões de dólares, contraída no contexto da criação das empresas Proindicus, MAM e EMATUM.
Nesta sessão de esclarecimentos, o governo actualizou a informação sobre o processo relativo ao pagamento de horas extra, a funcionários públicos, sobretudo do sector da educação.

Em relação à questão dos deputados, sobre o transporte urbano,o governo reitera a existência de desafios que garante que vai ultrapassar.

No entanto, o governo reitera que a área do desenvolvimento de infra-estruturas está no topo das suas prioridades de governação, com particular atenção a projectos de extensão da rede de abastecimento de água.
Para o governo, a campanha agrícola 2016/2017 foi um sucesso, tendo superado as duas anteriores. Animado, o governo garante que vai estimular acções no sector agrícola para suprimir os desafios que ainda prevalecem, na área da comercialização, para influenciar a produção e produtividade, em Moçambique.

PROGRAMAÇÃO DE TV

Câmbio do Dia

Moeda Compra Venda
EUR 69.81 71.20
USD 59.25 60.43
ZAR 4.34 4.43
Fonte: BCI, 11 de Dezembro de 2017

Telefones Úteis

Por provincia

Assista a emissão em directo:

tvm1 smalltvm2 small